Palavra do presidente

Em que pese o SESCOVE apoiar todas as formas de proteção ao meio ambiente é necessário ressaltar sua insatisfação com a lei nº 16.160, de 13 de abril de 2015.

Não que a lei já não tenha sido prevista, visto que, tramitava na Assembléia legislativa o PROJETO DE LEI Nº 8, DE 2008 (anexo no site) que dispunha sobre a obrigatoriedade dos postos de combustíveis, lava – rápidos, transportadoras e empresas de ônibus urbanos intermunicipais e interestaduais, localizados no Estado de São Paulo, a instalarem equipamentos de tratamento e reutilização da água usada na lavagem de veículos.

Também não se questiona que essa lei, talvez seja, uma das soluções mais adequadas para prevenção da total falta de água.

Afinal sabemos que é muito mais importante um copo de água para beber do que um pouco de água para lavar o carro.

Sabemos também que lavar o carro com  água de reuso  é o correto, porém o que se questiona são os custos com a implementação desse sistema para reaproveitamento da água.

Como se sabe a crise econômica se instalou e com ela TODOS os estabelecimentos comerciais tem sentido seus efeitos e o ramo de Lava rápidos não foge à exceção.

Contudo, o SESCOVE na proteção dos interesses de seus associados e junto com a FESESP procuram soluções jurídicas, não para combater a lei, mas sim para amenizar o impacto financeiro que ela poderá causar.

Assim, não obstante as providencias jurídicas o SESCOVE também tomou algumas medidas administrativas, procurando parcerias com empresas idôneas de engenharia  que instalam os sistemas de reaproveitamento da água  no sentido de buscar preços mais baixos e formas de pagamento acessíveis aos pequenos e médios empresários.

Assim, também o SESCOVE busca alternativas de filtragem de água para reaproveitamento junto às empresas licenciadas e aprovadas pela CETESB. (links anexos no site – sitio SUPORTE)

De modo que, em atendimento ao pedido de ajuda de nossos associados estamos lutando, não contra a preservação do planeta, mas por melhores condições de cumprimento dessa lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>